História e Cultura Afro-brasileira x Educação Infantil

Discussão fez parte da Formação Continuada oferecida pelo Sindicato

Na noite da última quarta-feira (26) a professora Francisca Bueno esteve no CMP Sindicato assessorando o encontro da Formação Continuada Vivências Docentes que neste encontro discutiu a História e a Cultura Afro-brasileira X Educação Infantil. Francisca, carinhosamente conhecida como Chica, trouxe uma linha do tempo para refletir o atual cenário da população negra no Brasil.

As professoras pensaram sobre as condições que os negros foram trazidos para o país e um pouco de legislação para refletir sobre e autoestima das crianças negras, uma vez que muito da formação se dá durante a Educação Infantil.  A noite foi de reflexão e provocação e para professora Chica é necessário que ensine os alunos a respeitar o outro como ele é. Destaca que o racismo é institucionalizado e poucas pessoas falam sobre a temática.

“Nós precisamos juntar essas culturas, mas com respeito pela criança negra. O trabalho de autoestima com essa criança negra sobre seu cabelo, seu jeito de ser, seu jeito de fazer… Como profissionais nós temos que conhecer, mas a maioria dos professores ainda não conhece. Por isso eu nunca deixo de fazer esse trabalho, porque eu tenho um compromisso social,” afirma.

“Há 62 anos que eu sou uma menina negra, pobre e que eu tenho que fazer a diferença. Ser negro é bonito, é cultura, não é folclore. Nós temos uma história, nós temos valor e nós temos uma cultura nas rodas sociais,” encerra ao explicar a importância de que os professores dominem tal temática, uma vez que uma grande porcentagem dos alunos possuim origens afrodescendentes.

Vivências Docentes

Idealizado pelas professoras Sindi Bones Bötker e Ana Lúcia Kapczinski e realizado pelo Sindicato dos Professores Municipais de Passo Fundo (CMP Sindicato), o curso Vivências Docentes fundamenta-se em torno das reflexões sobre a formação humana dos sujeitos da Educação Básica, com ênfase na constituição do “eu-docente” diante dos desafios que a escola pública apresenta. Parte da leitura do contexto amplo da sociedade que incidem nos modos de educar nos dias de hoje, discute sobre o cotidiano da sala de aula (no segundo momento) e finaliza com um olhar introspectivo acerca dos modos com os quais nos constituímos enquanto profissionais da educação.

Os módulos são oferecidos em dois semestres, com quatro atividades distribuídas em encontros mensais, a partir de quatro momentos. Inicialmente os participantes tomam conhecimento de um texto para leitura prévia, seguido da exposição do tema por parte das assessoras com utilização de recursos diversos, seguindo para a problematização do assunto de forma dialogada e finalizando com a sistematização com memória de cada encontro, a ser entregue no final do semestre, impresso ou por email. Em sua primeira edição o curso é direcionado somente aos professores da rede municipal de Passo Fundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + dez =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP