CMP Sindicato entrega ofício cobrando negociações do dissídio 2023

🔴 Na tarde de hoje (07), os dirigentes do CMP Sindicato, Geniane Dutra e Tiago Machado, realizaram a entrega, no gabinete do prefeito Pedro Almeida, do ofício que cobra a abertura da mesa de negociações do dissídio 2023 em janeiro, assim que tivermos o índice de reajuste do piso do nacional do magistério. Apesar dessa definição constar em lei, é algo que não acontece em nosso município.

➡️ O documento salienta a atual defasagem dos salários dos educadores de Passo Fundo, que receberam, em 2022, reajuste de 7% parcelado em três vezes, enquanto o piso nacional do magistério alcançou os 33,24%. O ofício ainda traz dados do Plano Nacional de Educação, que apontam a desvalorização da carreira do magistério ao levarmos em conta a isonomia salarial entre os cargos de servidores municipais com nível superior. Os argumentos demonstram a urgência do início das negociações com o executivo municipal.

✊ PISO DO MAGISTÉRIO É LEI! #CMPPeloPisoNacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 − um =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP