CMP Sindicato coloca outdoors no centro da cidade pelo Piso Nacional do Magistério

O salário base dos professores é definido pela Lei Federal 11.738/2008, que estabelece o piso nacional do magistério. Segundo ela, a data-base da categoria se dá em janeiro de cada ano, e o percentual do reajuste é o mesmo do valor aluno-ano calculado pelo Fundo de Manutenção da Educação Básica (Fundeb) dos últimos dois anos.

Nos últimos tempos, os professores municipais de Passo Fundo vêm acumulando perdas. Partindo de um salário que estava 20% acima do piso em 2010, para uma remuneração de 42,46% inferior ao mesmo, em 2022.

Isso ocorre em razão de nossos reajustes terem sido, em grande maioria, significativamente inferiores ao reajuste estipulado por lei. Nos últimos 13 anos, a Prefeitura do município concedeu um acumulado de 80,02% de aumento à categoria, ao passo em que, nesse mesmo período, o piso foi reajustado em 181,67%.

Os gráficos que explicam a condição dos professores e professoras municipais e demonstram os anos de perda e desvalorização estão expostos na R. Morom e na R. Independência. Convidamos você, que luta conosco, a compartilhar sua indignação! Tire uma foto com os outdoors, marque o CMP Sindicato e use a hashtag #CMPPeloPisoNacional.

Uma cidade realmente educadora valoriza as professoras e professores. Uma cidade educadora paga o piso do magistério, paga o que é de direito. Piso é lei, e lei se cumpre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 9 =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP