Acompanhamento dos casos de coronavírus em Passo Fundo

No dia 28 de abril, a Prefeitura de Passo Fundo anunciou a retomada gradual das atividades presenciais na rede municipal, optando pelo sistema híbrido, mesclando as atividades remotas com aquelas realizadas na escola.
Na segunda-feira da semana seguinte (03/05), estavam aptos para voltar ao modelo presencial os alunos da pré-escola de quatro a cinco anos do primeiro grupo. O modelo iniciava com apenas 25% do número de alunos por turma, buscando respeitar o distanciamento de 1,5 metro entre as classes.
Desde a reabertura das EMEIs e EMEFs, os números de casos ativos e casos em UTI subiram consideravelmente no município. Embora o CMP Sindicato entenda que o retorno presencial não seja o único fator responsável por esse aumento, não podemos desconsiderar sua influência.
Mesmo que mais de 30% da população de Passo Fundo já esteja imunizada, os cuidados não podem ser deixados de lado. Lavar as mãos, usar máscara, manter a distância entre os colegas são deveres que não podem ser abandonados. Por isso, pedimos a comunidade – em especial, a comunidade escolar – para que siga com os protocolos orientados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
De acordo com estimativas da Universidade de Washington (EUA), há uma tendência de alta que aponta para três mil mortes diárias por Covid-19 no Brasil no início de junho. O pior dos cenários inclui um pico de quatro mil mortos por dia.
Agora, sob risco de uma terceira onda, é preciso mais do que nunca cuidarmos uns dos outros. 😷😷

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − seis =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP