CMP Sindicato apoia manifestações do #13A

Atos aconteceram em mais de 95 cidades do país

Nesta terça-feira, 13 de agosto, milhares de brasileiros foram às ruas contra os cortes no ensino público, contra o projeto FUTURA-SE e em defesa da previdência. Os protestos foram convocados por entidades estudantis, como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes).

“A educação e os educadores gaúchos passam por uma grave crise. A sociedade precisa se unir por uma educação de qualidade ou, caso contrário, pagaremos um alto preço pelo descaso atual por parte de todos, ” destacou o professor.Em Passo Fundo atos aconteceram durante a manhã e o final da tarde, protagonizados pelos estudantes e com o apoio de educadores das redes municipal, estadual e particular, bem como dos movimentos sociais. Conforme destaca o dirigente do CMP Sindicato, Eduardo Albuquerque, a entidade sempre estará ao lado das lutas pela defesa da educação brasileira e nesta data não seria diferente.

Atos e mobilizações aconteceram em mais de 95 cidades, incluindo todas as capitais. Essa é a terceira mobilização com essa pauta desde maio, quando o governo Bolsonaro anunciou cortes na educação.

Fotos: Cristian Puhl

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × quatro =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP