Professores municipais refletem sobre adversidades da profissão

Cine Debate realizado pelo sindicato da categoria reuniu dezenas de docentes

As decepções, as falhas e as recompensas do profissional docente foram debatidos no Cine Debate oferecido pelo CMP Sindicato aos professores da rede municipal de ensino na noite desta quarta-feira (17).  O filme exibido foi “O clube do Imperador, ” uma produção de 2002 dirigida por Michael Hoffman aonde William Hundert (Kevin Kline) é um professor da St. Benedict’s, uma escola preparatória que recebe rapazes da alta sociedade americana e aonde o professor dá lições de moral para serem aprendidas através do estudo de filósofos gregos e romanos.

De acordo com o dirigente do CMP Sindicato, Eduardo Albuquerque, a atividade a realização da atividade tem como propósito fazer com que o professor comece a problematizar as adversidades do cotidiano das escolas é uma oportunidade para os iniciar a discussão sobre a temática que será tratada no Congresso da categoria no mês de agosto.

“ O Cine Debate é uma atividade que compõem o congresso dos professores. O filme escolhido tem o propósito de discutir questões relacionadas a ética e assuntos como a dicotomia de quem educa e quem ensina, financiamento da educação e também a questão sobre a importância do professor, ” explica o professor.

Após a exibição do filme Eduardo Albuquerque questionou os painelistas convidados, a escritora Sueli Ghelen Frosi e o doutor em educação Eldon Henrique Muhl, sobre os assuntos tratados no filme que são rotina dos educadores em qualquer parte do mundo. Sueli destacou a necessidade constante de humanizar a educação e de mais do que valorizar, reconhecer o trabalho e importância dos professores. “Sou fã dos professores, que resistem e que se desafiam neste cenário. A escola e o professor têm, sem dúvida, um papel importante na formação de caráter do indivíduo. As crianças precisam de adultos firmes em princípios para desenvolver o senso do que é certo e errado e na vida de muitos alunos essa figura acaba por ser o professor, ” destaca.

Para Eldon é necessário que se pense num modelo de escola que forme para a diversidade e para concepções ideológicas diversas, uma vez que o papel da escola é fundamentalmente a educação. Acredita que é preciso pensar na superficialidade das relações domésticas e seus resultados. “A escola tem um papel fundamental e muda, inclusive, as percepções de mundo dos próprios pais. O papel do professor é insubstituível e o reconhecimento, ainda que não o que esperamos, existe em especial para o professor que agir de forma significativa na vida aluno, ” pontuou.

A professora de Educação Infantil Adriana Nadal, presença confirmada nas formações promovidas pelo CMP Sindicato, acredita que atividades como essa oportunizam o encontro para reflexão dos desafios que a categoria enfrenta diariamente e acaba naturalizando. “ O cine Debate é um momento muito importante para a formação da categoria. Aqui podemos discutir, de uma forma leve, assuntos sérios que perpassam pela nossa profissão, ” afirma.

O Cine Debate reuniu dezenas de professores e faz parte da preparação para o VI Congresso dos Professores Municipais, a ser realizado nos dias 21 e 22 de agosto, no Centro de eventos da UPF, que terá como tema “União, resistência e democracia” e receberá profissionais renomados para debater a temática, como o sociólogo Daniel Cara, o sociólogo e cientista político Ginez Leopoldo, o doutor em filosofia Cláudio DalBosco e a doutora em Ciências Sociais Wrana Panizzi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP