Saberes em Ciranda ou Ciranda de Saberes

Atividade que é sucesso entre professores inicia quinto ano

No ano de 2014, os professores da rede municipal responderam à carência de um modelo de formação que fosse diferente do tradicional. Assim, surgiu o projeto Saberes em Ciranda, que traz em várias edições ao longo do ano a discussão de temáticas pertinentes com convidados de altíssimo nível. Saberes em Ciranda assemelha-se a outras experiências de formação e debate de ideias, como os Cafés Filosóficos ou Rodas de Conversa. Seu objetivo maior é propiciar a quem participa espaço para dizer o que pensa e para trocas de experiências. Esse é o lugar onde os participantes podem ter mais liberdade de ser, conviver e participar das temáticas abordadas. Conjuga, ainda, oportunidade de experimentar músicas, poesias, comida e bebidas.

Para Rosane Nery, a Ciranda não é somente um momento de formação, mas também de descontração. “O professor também é participante ativo, ele pode desabafar, pode relatar suas dúvidas, suas experiências, suas opiniões e também seus medos e preocupações. Na ciranda, existe parceria, amizade e conhecimento aliado à música e um ambiente alegre e relaxante, que sai do convencional”, relata a professora que participou da maioria das atividades.

Segundo um dos idealizadores das “Cirandas” (como a atividade é carinhosamente chamada pelos professores municipais) Nei Alberto Pies, essa é uma proposta de formação de professores na contramão dos grandes eventos e palestras que, apesar de serem importantes, não despertam mais nos professores o desejo de conhecer, de se envolver, de vivenciar a teoria e a prática cotidiana da vida do professor e professora. Nei destaca que o número ideal de participantes é de 25 a 35 pessoas.

As Cirandas sempre propõem temas da atualidade, em que se convida um Cirandeiro ou Cirandeira (pessoa que domina determinado assunto) e que tem a função de provocar os debates e as trocas durante a primeira meia hora. Essa exposição não usa recursos visuais ou conteúdos projetados, somente conversação. Logo após, abrem-se oportunidades para cada participante interagir, perguntar, propor, expor seus pontos de vista e suas experiências relacionadas com o tema, mediados por um coordenador da atividade.

Saberes em Ciranda é uma criação do Sindicato dos Professores Municipais de Passo Fundo (CMP Sindicato), que entende que a melhor formação de professores é aquela feita de professor para professor, aquela formação que promova o diálogo, a participação e as trocas de experiências entre os docentes.

“Uma formação que seja capaz de ir além da teorização ou compreensão das diretrizes políticas e pedagógicas, mas que permita ao professor a reflexão sobre seu cotidiano, seu papel na sociedade, sua cidadania e seu protagonismo social. Uma formação que valorize o professor como um sujeito aprendente e capaz de situar-se no mundo. Uma formação que seja permanente e que enfrente os desafios de nossa profissão e a defesa de nossa dignidade”, enfatiza Nei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − 1 =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP