MOÇÃO DE REPÚDIO – MANIFESTAÇÕES RACISTAS

O racismo é sempre uma manifestação criminosa contra a humanidade. Desejar a morte do/a outro/a por ser diferente. Por ser de outra raça/etnia é segregado/a e da inferiorizado/a. Mas, nenhum ser humano é maior ou melhor do que outro ser humano: todos/as somos iguais em dignidade e ainda que vivamos em condições de desigualdade por estarmos numa sociedade que não protege adequadamente a todos/as, especialmente aqueles/as cuja precariedade é mais exigente, só poderemos esperar uma nova realidade se não sucumbirmos a práticas de ódio e discriminação.

As inscrições feitas em sanitários de uma faculdade da Universidade de Passo Fundo na semana passada e amplamente veiculadas pela imprensa e pelas redes sociais expressam uma prática racista inaceitável. Não há uma razão que seja que possa ser invocada a favor deste tipo de atitude. A elas, infelizmente se juntam dezenas de outras pelo Brasil afora. Todas e cada uma delas expressão de ódio e intolerância. Todas e cada uma delas inaceitáveis.

A humanidade que está em cada um/a de nós clama por respeito, clama por justiça, clama por reparação. Assim como nós, temos certeza que cada cidadão e cidadã que aprendeu a amar e a respeitar aos outros e às outras não pela sua cor da pele, nem pela sua posição social ou por seu gênero, mas por ser quem é, se soma conosco neste grito de dor, nesta manifestação de resistência, nesta luta.

Estamos confiantes que estas práticas foram e seguirão sendo veementemente condenadas por toda a sociedade e também pelas autoridades acadêmicas e pelas autoridades políticas e judiciais de nossa comunidade. Esperamos que medidas de investigação sejam tomadas pelas autoridades competentes dado ser ataque contra a humanidade e que se condene expressamente esta prática. Também esperamos que medidas educativas sejam imediatamente desenvolvidas para que, pelo processo formativo, tarefa própria de instituições de ensino, se possa abrir caminhos para enfrentar com determinação tais práticas.

Assim, na memória de Zumbi, herói nacional, e de Dandara, lutadora do povo negro, nos levantamos e afirmamos que nossa luta não cederá a nenhuma forma de ódio ou de racismo. Por respeito à humanidade que está em cada pessoa. Por justiça e reparação às práticas racistas. Por educação antirracista das relações étnico-raciais.

Passo Fundo, 24 de outubro de 2018

 

Assinam:

Associação Centro de Umbanda Luzes de Aruanda

Associação Cultural de Mulheres Negras (ACMUN)

Associação dos Senegaleses de Passo Fundo

Cáritas Arquidiocesana

Casa Branca Aldeia de Oxóssi

Centro de Educação e Assessoramento Popular (CEAP)

Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul – 7º Núcleo (CPERS)

Coletivo Feminista Maria Vem com as Outras

Comissão de Direitos Humanos de Passo Fundo (CDHPF)

Conselho do Ensino Religioso – Passo Fundo (CONER)

Confraria de São Miguel – Grupo Alforria

Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial de Passo Fundo (COOPIR)

Diretório Central de Estudantes (DCE/UPF)

Egbé Asé Ogun – Comunidade da Força de Ogun

Fórum da Mobilidade Humana de Passo Fundo (FMHPF)

Grupo Plural Sexo Diverso

Ile Asé Oba Aganju Alafim Jetioká

Quilombos de Arvinha e Mormaça

Sindicato dos Professores Municipais de Passo Fundo (CMP Sindicato)

Sociedade Beneficente Muçulmana de Passo Fundo

Sociedade Recreativa Garotos da Batucada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − 6 =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP