Professores decretam estado de greve contra a reforma administrativa

Na tarde desta segunda-feira (18), em assembleia realizada pelo CMP Sindicato, os professores municipais de Passo Fundo decretaram estado de greve contra os artigos do Projeto de Lei Complementar 06/2023 que trazem prejuízos à carreira docente.

Efetivamente, o funcionamento das escolas continua normal, mas a decisão serve para elevar o tom das manifestações e chamar a atenção para uma possível greve da categoria caso os artigos que afetam os professores não forem retirados do projeto.

Além de diminuir o percentual dos triênios (progressão por tempo de serviço) de 7% para 5%, o projeto significa um aumento de 25% no tempo na progressão salarial dos professores e uma diminuição de quase 60% do valor agregado na remuneração dos futuros educadores.

O CMP Sindicato continuará monitorando a tramitação do texto na Câmara de Vereadores – onde corre em regime de urgência – para, caso seja necessário, convocar uma nova assembleia do magistério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP