Sobrecarga de trabalho aumenta com a manutenção da plataforma de ensino e o excesso de sábados letivos

Devido a muitos questionamentos que chegaram ao CMP Sindicato, encaminhamos um ofício junto à Secretaria Municipal de Educação na manhã de ontem (28), solicitando informações sobre as postagens na plataforma de ensino online Google Classroom.

Por determinação da Secretaria, os professores devem disponibilizar atividades aos alunos nos sábados letivos, apesar de estar presencialmente na escola desempenhando suas funções. Além disso, a plataforma continua sendo utilizada para a postagem de atividades extra, ainda que as aulas estejam ocorrendo totalmente de forma presencial. A dúvida é se, com essa organização que aumenta a demanda de trabalho, as atividades extra serão contabilizadas como dias letivos no calendário anual, tendo em vista que as tarefas demandam tempo de planejamento, e extrapolam o horário que os professores já atuam nas escolas.

O CMP aguarda o retorno da SME acerca do assunto, de modo que possamos ter o posicionamento oficial da mantenedora e, assim, responder adequadamente todas as dúvidas que chegam até a entidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP