Dia da consciência negra

João Alberto Silveira Freitas, negro, 40 anos, foi assassinado em uma unidade do supermercado Carrefour, na zona norte de Porto Alegre, na noite de ontem (19), véspera do Dia da Consciência Negra. Após uma discussão com uma funcionária do caixa, ele foi levado ao estacionamento por um segurança e um policial militar temporário, brancos. Vídeos mostram sendo derrubado, imobilizado com o joelho do agressor em seu pescoço, e espancado até a morte. Os dois foram presos em flagrante por homicídio com a intenção de matar. O supermercado fechou a loja e afirma ter rompido o contrato com a empresa de segurança.
O CMP SINDICATO repudia este ato de barbárie e selvageria e reforçamos nosso compromisso na luta contra a discriminação racial e contra todo o tipo de preconceito e violência na nossa sociedade. Nosso compromisso será sempre pelos direitos humanos e pela vida. Vidas negras importam. Todas as vidas importam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + catorze =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP