Aulas presenciais: ainda não é hora de voltarmos

Tendo em vista a última proposta apresentada para a FAMURS, pelo governador Eduardo leite, que fala sobre o retorno às aulas presenciais, nós do CMP SINDICATO viemos através desta nota, reiterar nossa posição de que qualquer retorno às aulas presenciais, no atual estágio de pandemia que vivenciamos, é algo temerário, precipitado e irresponsável.

Entendemos que o momento não é apropriado para este retorno, tendo em vista o atual estágio de contaminação que vivemos no Brasil e em especial na cidade de Passo Fundo. Também devemos levar em consideração as carências que temos em relação aos profissionais, estrutura física e logística. Também é importante ressaltar que o NÃO retorno às aulas presenciais é vontade manifesta, de pais, alunos e professores, bem como da entidade que representa os municípios gaúchos (FAMURS), que também se posiciona contrário a esta volta.

Queremos dizer que nossa posição está alicerçada na segurança e bem estar de pais, alunos, professores e funcionários. Não podemos neste momento relativizar a saúde e segurança de todos, em nome do interesse econômico, a exemplo do que tenta fazer o governador Eduardo Leite que age de forma irresponsável, e coloca crianças na linha de frente de uma pandemia, colocando-as em situação de risco, relativizando os perigos existentes, tentando desta forma, se eximir de suas responsabilidades.

Por estas razões o CMP SINDICATO reforça seu posicionamento já anunciado meses atrás e pede que todos continuem com os cuidados recomendados por autoridades médicas e órgãos de saúde, e que permaneçam em casa acompanhando as aulas de forma remota, única forma segura neste momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − nove =

Deixe sua mensagem que entraremos em contato com você o mais breve possível.

WHATSAPP